AMCSERRA decide não apresentar recurso ao Mapa do Modelo de Distanciamento Controlado

Da Região 27, nesta regra, 0-0, enquadram-se os Municípios de Cerro Branco, Estrela Velha, Ibarama, Lagoa Bonita, Novo Cabrais, Passa Sete e Segredo. Conforme o Mapa do Modelo de Distanciamento Controlado do Rio Grande do Sul, divulgado nesta sexta-feira (08), as Regiões de agrupamento, de Cachoeira do Sul, Cruz Alta e Passo Fundo, foram classificadas […]

jan 11, 2021

Da Região 27, nesta regra, 0-0, enquadram-se os Municípios de Cerro Branco, Estrela Velha, Ibarama, Lagoa Bonita, Novo Cabrais, Passa Sete e Segredo.

Conforme o Mapa do Modelo de Distanciamento Controlado do Rio Grande do Sul, divulgado nesta sexta-feira (08), as Regiões de agrupamento, de Cachoeira do Sul, Cruz Alta e Passo Fundo, foram classificadas com Bandeira Vermelha. De acordo com o Decreto Estadual nº 55.322, de 22 de junho de 2.020, “Os Municípios localizados em Região classificada na Bandeira Final Vermelha poderão, excepcionalmente, mediante ato do Chefe do Poder Executivo Municipal, adotar as medidas sanitárias segmentadas correspondentes aos Protocolos definidos para a Bandeira Final Laranja, desde que preencham, cumulativamente, os seguintes requisitos: que não haja registro, nos quatorze dias anteriores à apuração, de qualquer hospitalização de paciente confirmado para Covid-19; que não haja registro, nos quatorze dias anteriores à apuração, de óbito de pessoa de seu município por Covid-19; e que mantenham rigorosamente atualizados os seus registros junto aos sistemas oficiais SIVEP e E-SUS”.

Da Região 27, nesta regra, 0-0, enquadram-se os Municípios de Cerro Branco, Estrela Velha, Ibarama, Lagoa Bonita, Novo Cabrais, Passa Sete e Segredo. Da Região 12 – Cruz Alta/Jacuizinho; e das Regiões17, 18 e 19 – Passo Fundo, Tunas e Lagoão se enquadram nesta regra. Dos municípios da AMCSERRA, apenas Arroio do Tigre e Sobradinho não podem obedecer regras da Bandeira Laranja, mas podem se beneficiar através da Cogestão Regional, com protocolo semelhante. Com isso, analisando os dados da semana, a AMCSERRA juntamente com o Departamento Jurídico de Cachoeira do Sul, entende que a região 27, não tem condições de reverter a Bandeira Vermelha.

Nesta semana a média ficou abaixo de 1,5 (índice para Bandeira Laranja), mas a região foi enquadrada na nova regra da salvaguarda, uma vez que o indicador de novas hospitalizações apresentou bandeira vermelha, e o indicador de leitos de UTI COVID livres e ocupados na macrorregião está com média final 0,5. O tolerado para a Bandeira Laranja é acima de 0,8. A ocupação de UTI na Região 27 está em 90%, e na macrorregião em 80,7%. Devido a Capacidade de atendimento na região estar em situação delicada, a AMCSERRA e o Município de Cachoeira do Sul, consideram inviável o pedido de reconsideração de Bandeira ao Comitê de Avaliação do Governo do Estado nesta semana.