Sobradinho confirma 3º óbito por Covid-19

A enfermeira confirmou que houve um aumento dos casos nos últimos dias, o que ela avaliou ser consequência das festas de final de ano A terceira morte por Coronavírus não foi informada para a Secretaria Municipal de Saúde. Foi o que disse nesta sexta-feira (15), a enfermeira chefe do Posto de Saúde Central de Sobradinho. […]

jan 15, 2021

A enfermeira confirmou que houve um aumento dos casos nos últimos dias, o que ela avaliou ser consequência das festas de final de ano

A terceira morte por Coronavírus não foi informada para a Secretaria Municipal de Saúde. Foi o que disse nesta sexta-feira (15), a enfermeira chefe do Posto de Saúde Central de Sobradinho. Conforme Roberta Motta Hollschuch, um idoso de 71 anos apresentou sintomas no dia 21 de dezembro e estava em acompanhamento em sua residência. No dia 28 do mês passado, um exame laboratorial confirmou o Coronavírus e a internação se deu no dia 2 de janeiro. A tomografia apresentou características de Covid-19, e devido ao quadro avançado permaneceu internado e veio a óbito no último domingo dia (10).

Questionada porque apenas ontem a morte foi noticiada, a enfermeira revelou que houve uma falha de comunicação entre o hospital e a vigilância que deveria ter sido informada. Outra falha revelada pela enfermeira, foi que o idoso foi velado em Lagoão, sendo que os protocolos orientam que pessoas que venham a óbito em consequência do Coronavírus sejam diretamente sepultadas, sem velório. Em entrevista ao programa Enfoque da rádio Sobradinho AM, Roberta Motta Hollschuch diz que a Secretaria de Saúde de Lagoão está fazendo um levantamento das pessoas que participaram do velório e medidas estão sendo tomadas. 

Atualmente Sobradinho tem 23 casos ativos, 459 casos confirmados 433 recuperadores e 18 pessoas aguardam resultado. Duas pessoas estariam hospitalizadas. A enfermeira confirmou que houve um aumento dos casos nos últimos dias, o que ela avaliou ser consequência das festas de final de ano.  Ela fez um apelo para que as pessoas continuem obedecendo as medidas de prevenção à Covid-19 e alertou também que as pessoas que forem diagnosticadas com a doença devem obedecer o isolamento, caso contrário poderão ser penalizadas na forma da lei.